Como cuidar do cabelo cacheado?

Por muito tempo o cabelo cacheado foi considerado cabelo bagunçado, sujo e feio. Químicas para alisar eram muito comuns, ainda são, mas as mulheres estão se libertando e principalmente, libertando seus cachos. Quando o cabelo cacheado passa pelo processo de alisamento, os fios ficam fragilizado, corre mais riscos de quebrar e ficar ressecado.

Assumir o cabelo cacheado não é apenas deixar um costume e uma imposição, é necessário aprender toda uma rotina nova com o cuidado do cabelo, para que os cabelos fiquem saudáveis. Porém, são poucos os salões de beleza que sabem mexer com o cabelo cacheado. A busca por informações geralmente parte das próprias mulheres que buscam os cachos bonitos. 

Quero deixar de alisar o cabelo

Se você tem o cabelo liso e quer deixar de alisar, você vai precisar de paciência e muito amor, pois o processo não é fácil. O nome desse processo de “cachear” o cabelo de volta é transição capilar. Durante esse processo, deixa de lado os processo químicos de alisamento e busca restaurar o cabelo natural. 

Para começar, a pessoa pode escolher ir cortando a parte alisada, conforme o cabelo cresce e assim tirar a química. O Big Chop é o corte “radical” da parte alisada. Com o Big Chop a transição capilar pode durar menos tempo. Para a transição capilar dar certo e você conseguir os seus cachos saudáveis e volumosos, é necessário uma série de cuidados básicos, que são válidos mesmo para quem não precisa da transição capilar.

Como cuidar?

Há várias formas de cuidar do cabelo cacheado, alguns mais simples do que outros. Você pode começar com a sua rotina de lavar o cabelo. O cabelo cacheado já é mais ressecado do que o cabelo liso, portanto, não lavar com água quente e não lavar todos os dias. Usar os produtos apropriados para cabelo cacheado e para o seu tipo de cabelo. Veja a imagem abaixo e descubra qual é o seu tipo de cabelo. 

Imagem ilustrativa dos tipos de cabelo cacheados.

Cronograma capilar

Cronograma capilar é um método de cuidados dos cabelos. A pessoa monta uma rotina semanal divida em três etapas e dura quatro semanas. Ela é dividida em hidratação, reconstrução e nutrição. É indicado para todos os tipos de cabelo. Durante a transição capilar é normal o cacho não ficar tão definido e o cronograma pode ajudar com a definição. 

A etapa de hidratação é responsável pela reposição de água na fibra capilar. A hidratação deixa o cabelo macio e suave. A nutrição repõe os nutrientes no cabelo. É responsável por eliminar o frizz e dar peso ao cabelo. A reconstrução repõe a massa e a queratina no cabelo. 

 Existem vários produtos no mercado que se encaixam nas etapas do cronograma capilar.Os preços variam muito, de R$5 a R$100. Busque por produtos próprios para cada etapa. Durante a hidratação, dê preferência a produtos com extratos vegetais, babosa, pantenol e vitaminas. Na nutrição,você pode usar óleo vegetal, cremes e manteigas vegetais. Existe uma técnica chamada umectação, que pode ser feita durante a nutrição, que é basicamente um banho de óleo vegetal no cabelo. O mais comum é com o óleo de coco. O objetivo da umectação é restaurar o brilho e a forma do cabelo. Você pode aplicar o óleo e deixar até 12 horas no cabelo, lavando bem para retirar o óleo.Durante a restauração você deve usar produtos com queratina, até mesmo queratina pura. Por ser a etapa mais potente do cronograma capilar, deve ser feita 1 vez a cada 15 dias se necessário.

Exemplo de cronograma capilar.


Como cuidar do cabelo cacheado e volumoso

O cabelo cacheado e volumoso passa a impressão de presença. É preciso muita personalidade para ter o cabelo com volumão! E convenhamos que cabelo cacheado e volumoso é lindo, não é? Para conseguir o poderoso volumão siga os passos abaixo:

  • Com o cabelo molhado, aplique creme de cabelo para cabelos cacheados;
  • Espere secar;
  • Assim que o cabelo estiver seco, abaixe a cabeça e bagunce com as mãos, sem dó;
  • Levante a cabeça e mexa o cabelo para o cabelo soltar da raíz, proporcionando o volume. 

Outra opção é o garfo de cabelo. Ele desprende os fios que ficam colados na cabeça após a finalização com creme. Para dar volume use o garfo de baixo para cima.

Mulher usando garfo

Investir em finalizadores é uma opção para manter os cabelos volumosos. Existe uma receita para manter os cabelos cacheados definidos, que é gelatina no creme de cabelo. Você precisa de gelatina incolor diluída em água (o suficiente para não ficar muito líquido) e um creme de cabelo. Misture a gelatina no creme de cabelo. Não use o creme na raiz do cabelo. 

E no verão? 

Verão, sol, praia, mar, areia… tudo isso pode prejudicar o cabelo. Há produtos que podem proteger o cabelo dos danos do sol. Use um finalizador com protetor solar quando for para a praia ou até mesmo quando sair no sol. Tome uma ducha depois do banho de mar. O sal presente na água pode deixar os cachos ressecados e opacos. 

Fontes:


https://www.companhiadasletras.com.br/trechos/livro-dos-cachos.pdf

http://www.portalintercom.org.br/anais/sudeste2015/resumos/R48-0059-1.pdf

https://periodicos.set.edu.br/index.php/fitshumanas/article/view/4124

Como tratar queda de cabelo?

Aqueda de cabelo é um problema comum. Podem ser várias as causas,desde a temperatura da água na hora do banho até por questões de saúde. É possível que a queda de cabelo em si, seja um sintoma de algum problema de saúde mais grave. Os fatores mais comuns para aqueda de cabelo são: fatores hereditários e envelhecimento.

É possível tratar e até mesmo parar a queda de cabelo. Por ser um problema complexo de diagnosticar corretamente, os tratamentos são variados. É necessário buscar a causa junto com um dermatologista para tratar da melhor maneira. Importante lembrar que a queda de 100 até 120 fios por dia é normal. Quando a pessoa reparar que o volume de queda de cabelo tá muito maior que o normal, é a hora de buscar um médico.

Quais são as principais causas?

Podem ser diversas, desde causas psicológicas até problemas graves de saúde. Confira abaixo quais são as principais causas da queda de cabelo.

Síndrome Metabólica

É um conjunto de fatores em uma pessoa que pode desencadear uma série de doenças, geralmente cardíacas. Também podem causar derrames,diabetes e até mesmo resistência a insulina. Essas doenças podem provocar danos aos vasos que irrigam o couro cabeludo. Quando isso acontece, o sangue não chega na região do couro cabeludo onde os cabelos estão caindo.

Anemia

Para a anemia ser associada à queda de cabelo é necessário outros sintomas. Palidez, fraqueza e cansaço são os outros sintomas de anemia que são causados pela deficiência de ferro. A falta de ferro no corpo pode provocar a queda de cabelo. O ferro é um dos principais causadores da anemia, ele é responsável pelo transporte de oxigênio no corpo. Quando há baixa concentração de ferro no corpo, os folículos pilosos (responsável pelo cabelo) não recebem a quantidade de oxigênio necessária para o cabelo ser saudável.

Estresse

O estresse físico e emocional podem levar à queda do cabelo. O estresse pode causar a diminuição de circulação de sangue no corpo. Altos níveis de cortisol – hormônio que ajuda a controlar o estresse – podem resultar na queda do cabelo também.

Alteração hormonal

É uma das causas mais frequentes da queda de cabelo. Podem ser vários os fatores que desregulam os hormônios no corpo e resultam na queda de cabelo. Doenças da tireoide, gravidez, menopausa dentre outras alterações podem influenciar na perda de cabelo. Dependendo do caso, procurar um médico para saber como estão os níveis hormonais é recomendado.

Doenças autoimunes

Doenças autoimunes como AIDS, lúpus, doença de Crohn e outras, podem resultar em alopécia. Alopécia é uma doença sem cura que faz todos os pelos do corpo caírem. Apesar de não ter cura, a alopécia pode ser tratada e os cabelos podem não cair.

Pessoa com falha no couro cabeludo

Meu cabelo  tá caindo e agora?

Não entre em pânico! Você não precisa ir correndo procurar um médico, mas é bom ficar atento aos possíveis sintomas que acompanham a perda dos fios. Pesquisas indicam que a queda de cabelo pode estar relacionada às estações do ano. Foi comprovado por cientistas suíços que a época do ano que mais cai cabelo é o outono. O verão é a estação em que é relatado menor queda aparente de cabelo. 

Outros fatores como costumes sazonais podem interferir na saúde do cabelo. No inverno é comum o uso de água quente, uso de toucas e gorros. Isso são fatores que podem implicar em problemas dermatológicos no couro cabeludo. 

Alguns cuidados são bem importantes na hora de cuidar da saúde dos cabelos. Não deixe de lavar os cabelos por medo deles caírem durante o banho. É capaz da sujeira acumulada incentivar a queda. O ideal é que a lavagem seja feita com água morna a fria em dias alternados. Importante ressaltar a importância de secar os cabelos após o banho: nunca prenda o cabelo molhado. Seja secando com o secador ou naturalmente, é importante deixar o cabelo seco antes de preder ou fazer penteados. Manter o couro cabeludo úmido por muito tempo pode provocar fungos e danificar a estrutura do cabelo.

Escovar os cabelos com muita frequência, com muita força e até mesmo com a escova errada pode prejudicar o cabelo. Dermatologistas recomendam escovas com bolinhas nas pontas.  

Mulher com escova cheia de cabelo.

Como tratar?

Se o seu cabelo cai muito, mas não a ponto de se desesperar, é possível que o seu problema seja apenas má alimentação. Os nutrientes que ingerimos influenciam diretamente na saúde dos fios. A má alimentação favorece o aspecto quebradiço e opaco dos fios, portanto eles ficam mais fracos e consequentemente caem.

Saiba como evitar a queda de cabelo e o aspecto sem brilho apenas mudando a sua alimentação:

  • Procure se alimentar de comidas que sejam ricas em ferro. Feijão e carne vermelha são boas opções. 
  • Vegetais de folhas verdes: fornecem diversas vitaminas essenciais para a saúde, como as vitaminas A e C, cálcio, ferro e zinco. Grandes aliadas no aspecto saudável do cabelo.
  • Abacate: rico em vitamina A, C e E. Também possuí gorduras saudáveis.

Fontes:

https://www.researchgate.net/publication/23480317_The_effect_of_brushing_on_hair_loss_in_women

http://siaibib01.univali.br/pdf/Ana%20Paula%20Santos%20e%20Tatiana%20Almeida.pdf

http://www.surgicalcosmetic.org.br/exportar-pdf/4/4_n1_184_pt/Fatores-nutricionais-e-resistencia-da-haste-capilar–estudo-clinico-piloto