Botox Capilar tem formol?

O uso do formol em alisantes é proibido pela ANVISA. O formol só é permitido usar em conservantes de uso industriais. Se existe algum produto alisante a base de formol, fique atento, pois ele não é aprovado pela ANVISA, portanto é proibido e pode causar riscos à sua saúde. O uso de formol pode desenvolver câncer, segundo a própria Organização Mundial de Saúde (OMS). Quando o corpo é exposto ao formol por muito tempo ele apresenta riscos de câncer na boxa, pulmão, cabeça e no sangue.

O formol é proibido em químicas alisantes pois a concentração necessária para realmente alisar é muito elevada, colocando em risco a pessoa que está usando o produto e a pessoa que está aplicando. O formol é um produto altamente cancerígeno e não deve ser usado em produtos para cabelos. Ele é usado somente em baixíssimas em outros produtos cosméticos e geralmente são regulados pela ANVISA. Produtos para botox capilar que possuem formol em sua composição podem ter sido ou adulterados ou são proibidos. Em ambos casos, não se deve permitir a aplicação do produto no cabelo.

Existem outras substâncias que são alisantes e são comprovadamente inofensivas para a saúde do usuário. Algumas delas são o hidróxido de sódio, hidróxido de potássio, ácido tioglicólico e alguns outros tipos de hidroxidos. No caso do botox capilar, o efeito desejado é o de relaxamento (efeito que reduz o volume) e da reposição de nutrientes perdidos. Raramente a composição terá algum destes hidróxidos e não existe um motivo claro para haver formol na composição, a não ser que o formol seja utilizado como conservante. A ANVISA regula o uso de formol como conservantes em produtos para cabelos em uma concentração de somente 0.2%. Neste caso, o formol não é agressivo para o cabelo ou para a pessoa.

Produtos que contém formol

Os produtos que contém formol são raros, porém existem. A quantidade de formol permitida é de 0,2% e a função é somente conservante. Porém, quando olhamos o rótulos das embalagens não vemos “formol” escrito, pois o nome se tornou muito polêmico após a proibição e a descoberta dos riscos do formol em produtos para cabelos. O que acontece é que o formol existe em alguns produtos com o nome disfarçado. Confira a lista abaixo de nomes para o formol e semelhantes:

  • Methanal (Metanal)
  •  Ácido glioxílico
  •  Óxido de Metileno
  •  Oxymethylene (Oximetileno)
  •  Methylaldehyde (Metil aldeído)
  •  Oxomethane (Oximetano)
  •  Formalina (Formalin)
  •  Aldeído Fórmico

 

 

 

 

Botox Capilar Caseiro: Como Fazer

O botox capilar é uma química realizada nos cabelos que preenche as fibras capilares. O botox capilar serve para reconstruir a estrutura capilar. Proporciona um efeito mais saudável, nutrido e alinhado do cabelo. Para quem fez químicas no passado, como alisamentos, descolorações e outros procedimentos, o botox capilar pode ser uma boa solução para recuperar a saúde do cabelo.

Como fazer botox capilar caseiro?

O botox nada mais é que um tratamento capilar que une um pouco de diversos ingredientes para reconstruir o cabelo e preencher as fibras do cabelo. Esse tratamento deixa o cabelo sedoso, alinhado, sem frizz e sem pontas duplas. É possível fazer em casa com alguns ingredientes. As receitas são simples e fáceis de fazer. Fique avisada que todas as receitas requerem uma escovação no final. Pranchar o cabelo para selar é opcional. Se quiser, use um protetor térmico para escovar o cabelo, ele ajudará a proteger o cabelo junto com o botox caseiro.

Receita com maizena passo a passo

  • Shampoo anti resíduos
  • 1 colher de chá de mel
  • 1 colher de azeite de oliva extravirgem
  • 1 colher de sopa de maizena
  • 1 ovo inteiro
  • 1 colher de máscara para cabelos
  • 1 ampola de vitamina A

Modo de fazer

Bata todo os ingredientes, exceto a ampola de vitamina, muito bem no liquidificador até ficar uma mistura bem homogênea. Coloque em um recipiente de plástico e adicione a ampola de vitamina A. Lave bem o cabelo com o shampoo antiresíduos. Se não tiver, use um shampoo transparente, nesse caso, lave duas vezes o cabelo. Divida o cabelo em 4 quadrantes. Penteie bem o cabelo, de baixo para cima para evitar quebra dos fios e comece a aplicar a mistura. Comece pelos dois quadrantes de baixo, da raiz para as pontas. Use um pincel para auxiliar e distribuir bem a mistura nos cabelos. Deixe agir por 40 minutos. Após este tempo, lave bem o cabelo para retirar toda a máscara. Em seguida, use condicionador para fechar as cutículas do cabelo. Para finalizar, escove o cabelo mecha por mecha e finalize com a prancha. A prancha é opcional.

Mulher de costas para uma parede rosa com as duas mãos no cabelo.

Botox capilar para cabelos crespos

  • Leite de coco
  • Óleo vegetal de coco
  • Maizena
  • 1 limão espremido

Modo de fazer

Adicione 3 colheres de sopa de leite de coco junto com o limão em um recipiente plástico. Misture bem. Em seguida, adicione duas colheres de sopa do óleo de coco na mistura. Mexa bem, quando estiver bem homogênea a máscara, adiciona duas colheres de sopa bem cheias de maizena. Leve ao fogo e misture bem até ficar uma máscara consistente e homogênea. Com os cabelos já limpos e escovados, divida as mechas em quatro quadrantes e divida mais vezes. Quanto menores as mechas dividas melhor será para aplicar. Com a ajuda de um pincel espalhe a máscara nas mechas. É importante aplicar em toda a região da mecha, desde a raiz até as pontas. Deixe agir por uma hora. Na hora de retirar, lave em água abundante para retirar tudo, inclusive as bolinhas de maizena (que são normais). Use o condicionador assim que conseguir tirar a máscara do cabelo. Seque com o secador e finalize com a prancha.

Mulher bonita com cabelos crespos

Botox capilar para cabelos cacheados

  • Maizena
  • 2 colheres de açúcar refinado
  • 2 colheres de óleo de coco
  • 2 colheres de sopa de creme de leite
  • máscara hidratante concentrada

Dissolva duas colheres de sopa de maizena em um copo com água fria. É importante dissolver para que a maizena não fique embolotada na mistura do botox. Leve ao fogo para dissolver melhor e pegar consistência. Use fogo baixo e mexa sempre. Quando a maizena ficar com uma consistência cremosa, tire-a do fogo e coloque em um recipiente plástico. Adicione as 2 colheres de creme de leite e o óleo de coco na maizena. Misture até ficar bem homogêneo. Adicione o açúcar e o creme. Com o cabelo limpo, seco e dividido, aplique a máscara desde a raiz. Durante a aplicação do creme nas mechas, use um pente fino para espalhar melhor. Não penteie com força para não quebrar os fios. Faça isso em todo o cabelo. Deixe o cabelo descansando por 30 minutos. Após este tempo, retire a máscara do cabelo em água corrente e finalize com um condicionador para selar as cutículas. Finalize como desejar.

Mulher misturando amido de milho com água em pote roxo.

Botox capilar para cabelos loiros

  • Leite de coco
  • Mel
  • Meio limão
  • Bicarbonato de sódio
  • Luvas
  • Máscara Hidratante

Modo de fazer: 

Coloque leite de coco conforme o tamanho do seu cabelo em uma vasilha de plástico funda. Adicione uma colher de chá de mel e o suco do meio limão. De preferencia, esprema o suco de  limão e peneire, para que não fique os gominhos na máscara. Misture bem até ficar uma máscara líquida bem homogênea. Coloque uma colher de chá de bicarbonato no recipiente e misture. A máscara ficará com bolhas e vai subir, por isso utilize um pote fundo. Com os cabelos já lavados somente com shampoo antiresíduos e penteados, divida o cabelo em quatro quadrantes. Coloque as luvas e comece a aplicar a máscara nas mechas separadas. Para espalhar melhor, penteie cada mecha após a aplicação. Deixe agir no cabelo por uma hora. Após isso, lave bem o cabelo para retirar o botox. Use shampoo e máscara hidratante. É importante usar uma máscara hidratante pois o limão abre as cutículas do cabelo. Para finalizar, use o condicionador. Seque o cabelo com secador, se quiser, use um protetor térmico. Pranchar o cabelo é opcional.

Mulher de cabelo loiro segurando luminárias.

Fontes:

http://sni.org.br/fraternidade/download/2016/meio-ambiente/produtos-ecologicos/manual-de-cosmetica-natural-ovolactovegetariano.pdf

http://insumos.com.br/aditivos_e_ingredientes/materias/124.pdf

http://www.anpad.org.br/admin/pdf/mkt844.pdf

Botox Capilar Alisa?

O botox capilar é uma química realizada nos cabelos que preenche as fibras capilares. Apesar do nome botox, o botox capilar não tem nada a ver com a toxina botulínica – usada para tratamentos estéticos – o nome é apenas uma referência ao preenchimento, que acontece na fibra capilar. O botox capilar é confundido com uma escova progressiva menos agressiva, mas há algumas diferenças entras elas. O botox capilar não costuma ser tão agressivo quanto a escova progressiva e também não costuma conter formol na sua fórmula. Diferente da escova progressiva, cujo alisamento é semipermanente e feito pela selagem temporária da queratina líquida, o botox capilar restaura a massa capilar, recupera os nutrientes perdidos. O cabelo fica com aspecto liso nos primeiros dias devido o efeito do botox, que alinha os fios, mas após algumas lavagens o efeito liso costuma sair.

Botox capilar no cabelo crespo

O botox capilar serve para reconstruir a estrutura capilar. Proporciona um efeito mais saudável, nutrido e alinhado do cabelo. Para quem fez químicas no passado, como alisamentos, descolorações e outros procedimentos, o botox capilar pode ser uma boa solução para recuperar a saúde do cabelo. O botox capilar pode ser feito nos cabelos crespos, mas é necessário ter uma atenção extra: muitos salões vendem escova progressiva sob o nome de botox capilar. A escova progressiva danifica os cachos, impedindo que eles fiquem definidos. O botox capilar alisa o cabelo nos primeiros dias, após a primeira lavagem é normal o cabelo voltar a cachear, mesmo que sem o volume anterior.

Mulher negra de óculos e sorridente com cabelo crespo.

É normal o cabelo crespo ser mais ressecado que os outros tipos de cabelo. Isso acontece porque os cachos desde a raiz até as pontas fazem o formato Z e impedem que a oleosidade natural chegue até as pontas. O botox capilar promete tratar temporariamente (por um período de até 3 meses) deste problema. Muitas mulheres ficam com receio de fazer o botox capilar com medo que o cabelo alise permanentemente e perca a definição. Se você quiser tratar o ressecamento do seu cabelo sem fazer química, você pode fazer um cronograma capilar. Saiba mais sobre cronograma capilar aqui.

Botox capilar no cabelo cacheado

Assim como nos cabelos crespos, os cabelos cacheados sofrem com o ressecamento, porém os fios são em formato S. Então pode ser comum a raiz ser oleosa e as pontas serem secas. Esse tipo de problema pode deixar o cabelo com pontas duplas e frizz. O botox capilar, por ser uma bomba de nutrientes, trata do problema de ressecamento das pontas do cabelo de uma vez só. É necessário alguns cuidados para que o cabelo não fique oleoso demais na raiz, como evitar lavar todos os dias e usar água quente para lavar as madeixas.

Mulher com a mão nos cabelos cacheados

O efeito mais comum do botox capilar em cabelos cacheados é o cacho ficar mais aberto, sem pontas duplas e com muito menos volume. Apesar dos cachos abrirem e o volume diminuir consideravelmente, o botox capilar proporciona cachos mais definidos, pois os fios estão alinhados e bem nutridos.

 

Botox capilar que não alisa o cabelo

O botox capilar NÃO alisa o cabelo. O que acontece é um efeito temporário que dura até a primeira lavagem. Durante o processo de aplicação do produto usado para o botox capilar é necessário secar o cabelo e escovar. Para selar o produto e garantir o efeito reconstrutor e nutritivo é necessário pranchar o cabelo mecha a mecha. O alisamento durará até o primeiro contato do cabelo com água. Se você não quiser o efeito liso do cabelo, não tem problema. Você pode lavar o cabelo depois de 24 horas da aplicação e selagem do botox no seu cabelo.

Mulher loira com cabelos ondulados de costas.

 

Cuidado na hora de fazer química!

Tenha muito cuidado na hora de fazer o botox capilar! Muitos salões que se preocupam mais com o lucro costumam aplicar alisamentos de progressiva com o nome de botox capilar. Preste muita atenção no salão que você fará o procedimento, faça perguntas, peça para ver o produto que será usado. Veja a composição e preste atenção, a maior parte dos botox capilares possuem essa fórmula:

Água purificada, Edetato Dissódico, Álcool cetoestearílico, Estereamidopropil Dimetilamina, Ésteres Cetílicos de Manteiga de Karité, BHT, Metilisotiazolinona (e) Metilcloroisotiazolinona, Colágeno Hidrolisado, Emulsionante de Silicone Aniônico, Silicone Amínico (C13-15 Alkoxy), Ácido Cítrico, fragrância.

Fuja do formol

O uso do formol em alisantes é proibido pela ANVISA. O formol só é permitido usar em conservantes de uso industriais. Se existe algum produto alisante a base de formol, fique atento, pois ele não é aprovado pela ANVISA, portanto é proibido e pode causar riscos à sua saúde. O uso de formol pode desenvolver câncer, segundo a própria Organização Mundial de Saúde (OMS). Quando o corpo é exposto ao formol por muito tempo ele apresenta riscos de câncer na boxa, pulmão, cabeça e no sangue.

Para ter certeza que o seu botox capilar não possui formol basta cheirá-lo. O cheiro é bastante característico e forte. Em contato com a pele pode causar vermelhidão, dor ou queimaduras. Nos olhos causa lacrimação e irritação. A inalação do produto pode provocar dores de garganta, tontura, tosse, irritações no nariz.

Fontes:

http://siaibib01.univali.br/pdf/servicos-terapias-capilares-nos-saloes.pdf 

https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/minha-vida/anvisa-revela-uso-irregular-de-formol-em-saloes-de-beleza,42b9ef490dafc13997043c0a8c1880c8yfhhjcy7.html

http://siaibib01.univali.br/pdf/Antonio%20Martins%20Varela.pdf

 

 

O que é botox capilar?

Para entender o que é botox capilar, primeiro vamos descobrir o que é botox e porque esse termo é usado para esse tratamento capilar. O botox é o nome para toxina botulínica. É uma substância capaz de paralisar os músculos de uma região. É usado principalmente em tratamento estéticos faciais, mas também é usado na medicina, como tratamento para enxaquecas, bruxismo, espasmos musculares e outros problemas.

Antes e depois da aplicação do botox capilar. Antes cabelo com frizz e desalinhado. Depois cabelo brilhoso e alinhado.

Após o botox ser aplicado, a região que recebeu a toxina fica paralisada por até 6 meses. No geral não há uma contraindicação para o botox, mas ele deve ser aplicado por um médico e ministrado somente pela supervisão de um. Agora que sabemos exatamente o que é botox, vamos falar de botox capilar. 

O que é botox capilar? 

O botox capilar é um procedimento que preenche as fibras capilares, assim como o botox preenche a região com a toxina. Porém, a composição do botox capilar não tem nada a ver com a toxina botulínica. É mais parecida com uma escova progressiva, só que não é tão agressiva e não costuma conter formol. 

Para que serve?

O botox capilar serve para diversas coisas, como uma hidratação profunda nos fios. Ele age na parte interna do fio, recuperando totalmente os nutrientes perdidos. Após a recuperação dos nutrientes, o botox capilar alinha os fios, que os deixam com um aspecto liso. A reposição da massa perdida elimina  o frizz e as pontas duplas, deixando o cabelo com aparência mais natural e saudável. Outra utilidade do botox capilar é a redução drástica de volume. Por fim, o botox capilar cria uma capa protetora em torno do fio, evitando que os fatores externos como sol e vento prejudiquem os fios. 

Antes e depois cabelo com botox capilar. Antes cachos não definidos. Depois cachos definidos e cabelos alinhados.

Quais os riscos? 

Quando fazer o botox capilar, procure um cabeleireiro para tirar as dúvidas e até mesmo fazer o procedimento. O botox capilar não costuma apresentar efeitos colaterais ou riscos além dos riscos já conhecidos: alergia e vermelhidão no couro cabeludo. Não faça esse procedimento mais que 3 vezes ao ano, assim como não é indicado fazer o botox capilar junto com outras químicas, como alisamento e descoloração. É indicado fazer o teste de mecha e a prova de toque para ter certeza que o produto é adequado para você. 

Como fazer a prova de toque?

A prova de toque é o primeiro passo antes de fazer qualquer química no cabelo. Ele é feito para avaliar se o produto não irá causar reações alérgicas na pessoa. Faça sempre que for fazer alguma química no cabelo.

  1. Lave uma pequena área no antebraço, quanto mais perto do pulso, melhor;
  2. Aplique o produto que você vai utilizar no cabelo na área limpa;
  3. Deixe agir por 30 minutos; 
  4. Lave o local de aplicação com água corrente;
  5. Aguarde por 24 horas; 
  6. Verifique o local da aplicação e se surgirem irritações na pele ou qualquer outro sinal de alergia, não use o produto. houver irritação na pele, coceira, ardência no local ou em regiões próximas, não use o produto. ​

Como fazer o teste de mecha? 

Passadas as 24 horas da prova de toque do produto, faça o teste de mecha. O teste de mecha mostrará como o produto irá reagir no cabelo, qual o tempo ideal para o efeito desejado e principalmente, como o cabelo se comportará com o produto escolhido. Faça sempre que realizar uma química no cabelo.

  1. Separe e isole uma mecha de cabelo do lado da cabeça, por ser a região mais sensível dos fios exposta diretamente às agressões físicas e químicas;
  2. Coloque luvas e aplique o produto na mecha;
  3. Aplique o produto sempre a 1 centímetro do couro cabeludo; 
  4. Espalhe uniformemente com o auxílio de um pente ou pincel;
  5. Comece a contar o tempo a partir do final da aplicação.
  6. Verifique a mecha a cada 5 minutos, preste atenção em aspectos como maleabilidade e grau de relaxamento. Não deixe mais que uma hora. 
  7. Terminado o tempo de aplicação, enxágue bem com água corrente.

 

Fontes:

http://tcconline.utp.br/media/tcc/2017/05/Orientacoes-sobre-os-principais-alisantes-quimicos-em-alisamentos-capilares..pdf

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-18032014-130726/publico/Simone_Aparecida_da_Franca_Stefoni_ME_corrigida.pdf

http://siaibib01.univali.br/pdf/Antonio%20Martins%20Varela.pdf

 

 

Cabelos Crespos

Cabelo crespos é um dos oito tipos de cabelos existentes no Brasil. Geralmente com os cachos bem estreitos, pequenos e com aspecto de crescer para cima. Com a visibilidade de artistas negros e a militância negra, os cachos e crespos tem sido cada vez mais aceitos na sociedade. A imposição do cabelo liso mesmo com quem nasceu com o cabelo afro está cada vez menor e com isso, a busca pelos cuidados dos cabelos está maior. 

Mulher negra com cabelo crespo.

Principalmente a internet tem transmitido a mensagem de que devemos nos amar, independente de aceitarem o nosso cabelo ou não. Mas para acontecer o amor próprio, devemos buscar cuidados. É cuidando do cabelo crespo e cacheado que aprendemos a amá-lo. Ultimamente vemos diversas linhas de produtos para cabelos mais crespos, porém a informação sobre como usar, o quê usar e quando usar ainda não é muito precisa. 

 Por natureza, esse tipo de cabelo tende a ressecar mais. O cabelo crespo tem cachos minúsculos por toda a sua extensão. Isso impede que a oleosidade natural do cabelo chegue até as pontas, dando o aspecto brilhoso.

Cuidados Básicos

Um dos cuidados iniciais é na hora de lavar. O mais indicado é lavar o cabelo com água fria, para evitar o frizz e a porosidade. Encharque o cabelo com água antes de aplicar o shampoo. Aplique o shampoo na raiz do cabelo e massageie suavemente com a ponta dos dedos de 1 a 2 minutos. Não aplique o shampoo nas pontas do cabelo. Com a espuma produzida na raiz, vá lavando a extensão do cabelo até chegar às pontas. Enxague bem em água corrente, cuidando para que não sobre resíduos do shampoo. Deve-se repetir o mesmo passo com o condicionador. É importante lembrar de usar produtos apropriados para o cabelo crespo. 

Mulher com cabelo crespo 4C.

A hora de pentear o cabelo deve prestar atenção para não danificar os fios e acabar quebrando o cabelo. Com a ajuda de um creme para pentear e com um pente de dentes largos, comece de baixo para cima sempre. Nunca penteie o cabelo seco. Umedeça, se possível, com um borrifador para que o cabelo não fique encharcado, mas também não fique seco. A principal dica para desembaraçar o cabelo é escolher cremes para pentear de consistência fina. Eles penetram melhor no cabelo e não o deixam com aspecto pesado e fino. 

Mantendo Hidratado

A textura do cabelo crespo é diferente dos outros. O formato dos cachos são em Z e não em S, portanto, é mais difícil ainda a oleosidade do couro cabeludo chegar nas pontas. Criar uma rotina de cuidados pode ser essencial para manter os cabelos saudáveis. Você pode investir em um cronograma capilar.

O cabelo tipo 4C, que são os crespos “black power” não costumam ficar definidos. Desencane de comprar finalizadores e cremes para definir. Aposte em um creme finalizador de textura fina e em um garfo para cabelo. O pente garfo serve para dar volume ao cabelo, principalmente para levantar a raiz, assim o cabelo não fica baixinho e grudado na cabeça. 

Mulher antes e depois garfo de cabelo.

Na hora de fazer penteados e prender o cabelo, aplique óleos vegetais para manter o cabelo alinhado e brilhoso.  Óleo de coco e de rícino são grandes aliados dos cabelos crespos. Preste atenção às restrições do óleo de rícino, ele não deve ser usado por gestantes e lactantes. Você pode usar o óleo vegetal antes do shampoo. Por natureza, o cabelo crespo é mais ressecado do que os outros tipos de cabelo. Usar antes do shampoo cria uma camada de proteção. Também ajudará na hora de desembaraçar os fios. A necessidade de shampoo desse tipo de cabelo é menor que os outros. Você pode fazer uma técnica chamada co-wash para evitar o ressecamento. 

O que é co-wash?

 Co-wash é uma técnica de lavagem do cabelo que utiliza condicionador. Só. Ele limpa o cabelo com menos agressividade que o shampoo e mantém o cabelo com a sua oleosidade natural. Para fazer o co-wash é necessário escolher um condicionador, de preferência um condicionador sem parafina, silicones insolúveis e petrolatos, pois estas substâncias podem deixar o cabelo duro. Aplique o condicionador em todo o comprimento do cabelo até as pontas.

O condicionador além de hidratar e limpar, irá fechar as cutículas do cabelo. Para cabelos crespos 4C isso é muito importante, pois evita mais ressecamento que o natural.

Fontes:

http://tcconline.utp.br/media/tcc/2017/03/CABELO-AFRO..pdf

https://paineira.usp.br/celacc/sites/default/files/media/tcc/artigo_nadia.pdf

http://www.africaeafricanidades.com.br/documentos/0120210042016.pdf

Tipos de cabelo

Se engana quem acha que os tipos de cabelo são apenas lisos e cacheados. Principalmente no Brasil, onde historicamente houve uma miscigenação entre as mais diversas etnias, há uma grande diversidade de tipos de cabelo. Desde os mais finos e cacheados até os mais grossos e lisos.

Temos 8 tipos de cabelos no Brasil, o que o torna o país com a maior variedade de tipos de cabelo no mundo. Desde o liso escorrido até o afro, há uma classificação própria, que os cabeleireiros usam para indicar produtos e cuidados. É importante saber qual é o seu tipo de cabelo para usar os produtos adequados e evitar problemas como ressecamento ou excesso de oleosidade. 

Os tipos de cabelo são classificados em 4 tipos principais representados pelos números 1, 2, 3 e 4. Essa classificação se refere à curvatura do fio, sendo assim, o número 1 é o tipo de cabelo liso, já o 4 são os cabelos crespos. A segunda classificação se refere à textura do cabelo e é representada pelas letras A, B e C. Eles podem ser com ondulações abertas (A) às ondulações mais fechadas (C). 

Cabelos Lisos

Os cabelos lisos “escorridos” são todos os cabelos tipo 1. Os cabelos 1A são os cabelos mais escorridos e finos, geralmente são os mais ralos e com menos volumes. O cabelo 1B é um pouco mais grosso e oleoso. Consegue segurar grampos, penteados e até mesmo cachos artificiais, mas continua sendo liso escorrido. O cabelo 1C é o cabelo liso e grosso, mais oleoso que os outros. Pode ter aspecto pesado e dificilmente mantém um penteado. 

Mulher de cabelo liso

Cabelos Ondulados

Os cabelos ondulados podem ter ondulações na raiz ou nas pontas do cabelo. Dificilmente terão ondas em toda a extensão. O cabelo 2A não tem muito volume, a raiz pode ser bastante oleosa. O fio é fino e o formato S está presente de forma mais alongada no fio. O tipo 2B tem uma tendência maior a ter frizz. O formato S (ondulação) já é mais presente e o cabelo já tem uma memória de curvatura original. O tipo 2C o fio é mais grosso e pode ter a formação de cachos. Os cachos resultam em um cabelo ondulado mais volumoso e com movimento.

Cabelo ondulado.

Cabelos Cacheados

O tipo 3 é exclusivo para cabelos cacheados. São mais ressecados pois a curvatura impede que a oleosidade do cabelo chegue até as pontas. O cabelo 3A tem cachos definidos e mais abertos, não necessariamente os cachos começam da raiz. O cabelo 3B tem o cacho mais fechado e menor, 
os cachos já nascem desde a raiz. As molinhas são presentes em todo o cabelo e o cabelo é mais volumoso. O cabelo 3C tem os cachos bem pequenos e fechados. Os cachos nascem desde a raiz e podem ser estreitos e secos. 

Mulher de cabelos cacheados

Cabelos Crespos

O cabelo crespo ou afro tem os cachos pequenos que não se desfazem mesmo quando estão molhados. O tipo 4A é enrolado da raiz até as pontas e tem os cachos bem pequenos e a textura se mantém em todo o cabelo. O cabelo 4B tem os cachos menores, dando destaque para o volume. Nesse tipo de cabelo o efeito de crescer para cima já é presente. O tipo 4C não forma cachos e o cabelo não é definido.

Mulheres de cabelos crespos.

Cuidados 

Cada cabelo precisa de cuidados próprios. Usar um shampoo para cabelos lisos num cabelo tipo 3A por exemplo, pode deixá-lo ressecado. Por quê? O cabelo liso costuma ser mais oleoso que o cabelo cacheado. Os produtos para cabelos cacheados são compostos especialmente para repor os nutrientes perdidos. Logo, um shampoo para cabelos lisos usado por uma cacheada não vai conseguir repor a demanda de nutrientes. 

Portanto, a cada compra de produtos para cabelos, procure saber se ele é próprio para o seu cabelo. Assim você conseguirá manter o seu cabelo saudável e bonito com mais facilidade.


Fontes:

http://biq.iqm.unicamp.br/arquivos/teses/vtls000413448.pdf 

https://masterarquivos.weebly.com/uploads/2/4/8/9/24895400/terapia_capilar_i_-_noes_de_tricologia.pdf

http://www.africaeafricanidades.com.br/documentos/0120210042016.pdf

Cronograma Capilar

Cronograma capilar é uma rotina de tratamentos para o cabelo. Essa rotina serve para melhorar a saúde das madeixas com uma série de etapas que repõem os nutrientes que estão em falta. As etapas que compõem o cronograma capilar são: hidratação, nutrição e reconstrução. 

O cronograma capilar não tem restrição, pode ser feito para qualquer pessoa independente do tipo de cabelo. É mais comum mulheres de cabelos crespos e cacheados seguirem o cronograma capilar, pois com a reposição de nutrientes os cachos ficam saudáveis e definidos. 

Imagem informativa sobre o cronograma capilar.

O preço de um cronograma capilar varia muito. Não há regra de produtor e é possível fazer no conforto de casa. A única regra do cronograma é seguir todas as etapas rigidamente. Só assim é possível atingir um resultado de salão de beleza. 

Uma das maiores vantagens do cronograma capilar, além de poder fazer em casa, é que você mesma pode adaptar o seu cronograma conforme as necessidades do seu cabelo. Com um conhecimento básico das etapas e sobre o seu próprio cabelo, você montará um cronograma personalizado. 

Etapas do cronograma capilar

Como dito antes, o cronograma capilar tem três etapas e são elas: hidratação, nutrição e reconstrução. A etapa hidratação é a mais conhecida e geralmente a mais executada, mas nem sempre é de hidratação que o cabelo precisa. 

A hidratação serve para repor nutrientes, água e massa ao longo do dia. Já que estão sempre expostos, o cabelo perde constantemente os nutrientes, pode ser que a hidratação pode ser a etapa que mais apareça nos cronogramas por aí. Manter a hidratação no cronograma é garantir que o cabelo não ficará ressecado. Os componentes mais comuns nos produtos de hidratação são: d-pantenol, manteigas vegetais e aloe vera. 

 É importante lembrar que o excesso de uma etapa no seu cronograma significa a perda de nutrientes que só as outras etapas podem repor. O excesso de hidratação no cabelo pode deixar o cabelo com frizz, fraco, poroso, quebradiço e fino. 

A nutrição serve para repor os lipídeos do cabelo, ou seja, as gorduras. É recomendado para quem tem o cabelo mais ressecados. Mesmo quem tem os cabelos oleosos deve fazer essa etapa do cronograma, para deixar os cabelos alinhados e brilhosos.

A nutrição pode ser feita com máscaras com óleos vegetais, como rícino, coco, oliva dentre outros. Ou pode ser feita usando apenas o óleo vegetal. Quando só o óleo vegetal é usado na etapa da nutrição é chamado umectação. O excesso de nutrição deixará o cabelo pesado e sem movimento, devido o acumulo de gordura nos fios. 

A reconstrução é a etapa que devolve a queratina para o cabelo. A reconstrução dos fios repõe a massa, queratina e aminoácidos importantes para a estrutura do fio. Serve para os cabelos com química, que estão sem elasticidade, quebradiços e porosos. É a etapa mais “potente” do cronograma e deve ser feito a cada 14 dias. O excesso de etapas de reconstrução deixa o cabelo com aspecto esticado, sem movimento e duro. 

Como fazer

Para montar um cronograma capilar você deverá primeiramente fazer um teste de porosidade. A porosidade capilar é quanto o cabelo consegue absorver de água e outras substâncias. Conforme o resultado do teste de porosidade, você adiciona a etapa que mais vai ajudar o cabelo. 

Para fazer o teste será necessário um copo transparente com água. Pegue um fio de cabelo e coloque-o no copo. Deixe 5 minutos e observe o resultado. Se o cabelo boiar, adicione mais etapas de hidratação no seu cronograma. Se o cabelo ficar no meio, adicione etapas de nutrição. Se o fio afundar, significa que as cutículas do seu cabelo estão abertas e perdem os nutrientes rapidamente. Adicione etapas de reconstrução na sua rotina. 

Teste de porosidade.

Cronograma caseiro

É possível fazer um cronograma capilar com ingredientes que temos em casa. Confira abaixo algumas opções para cada etapa do seu cronograma capilar caseiro.

Hidratação

Um dos ingredientes naturais mais benéficos para manter os cabelos hidratados é a babosa. A babosa é uma planta bem comum e a seiva presente no interior de suas folhas é rico em vitaminas A, C, E, B1, B2, B3, B6 e B12. Para usara babosa no cabelo vai vai precisar de uma folha de babosa e 100 ml de água. 

  • Bata no liquidificador a polpa a folha de babosa com a água;
  • Após lavar o cabelo normalmente, aplique a mistura nos fios como uma hidratação;
  • Deixe por 20 minutos;
  • Enxague bem o cabelo e finalize como de costume.
Babosa.

Outra opção de máscara hidratante caseira é a máscara de banana, mas nessa você precisará de um creme para ser como base. A receita precisa de 1 banana madura, 2 colheres de máscara para cabelo, 100 ml de água.

  • Bata a banana com a água no liquidificador
  • Misture a banana no creme hidratante
  • Aplique no cabelo 
  • Deixe por 30 minutos
  • Enxague e finalize como de costume. 

Nutrição

O abacate é um potente agente para a nutrição, pois é rico em gorduras que ajudam a manter o cabelo saudável. Para esta receita você usará somente uma metade de um abacate sem caroço e azeite de oliva ou óleo de coco.

  • Bata o abacate no liquidificador até ficar homogêneo;
  • Você pode adicionar um pouquinho de água para a mistura não ficar muito pastosa;
  • Peneire o abacate para evitar depois que pedaços da fruta fiquem no cabelo;
  • Adicione uma colher de sopa de azeite de oliva ou óleo de coco
  • Misture bem até ficar homogêneo e aplique em toda a extensão do cabelo;
  • Deixe por uma hora e enxague bem. Finalize como de costume.

Outra opção é aplicar somente o óleo de coco ou azeite de oliva no cabelo com os cabelos secos e limpos. 

Óleo de coco.

Reconstrução

Para a reconstrução você precisa de um ovo e de uma máscara para cabelos.  

  • Misture a gema e a clara do ovo;
  • Misture o ovo com duas colheres cheias de máscara para cabelos;
  • Aplique no cabelo por 15 minutos;
  • Enxague bem e finalize como de costume. 

Você pode substituir o ovo por gelatina incolor dissolvida, o efeito da gelatina também é de reconstrução.

Gelatina incolor.

Fontes:

https://www.nativadobrasil.net/media/docs/Cronograma_Capilar.pdf

https://pt.scribd.com/doc/126502422/cronograma-capilar

http://www.surgicalcosmetic.org.br/exportar-pdf/4/4_n1_184_pt/Fatores-nutricionais-e-resistencia-da-haste-capilar–estudo-clinico-piloto

Cabelos coloridos

As mulheres estão cada vez mais ousadas nas cores de seus cabelos. Estão saindo da zona de conforto do castanho, loiro, ruivo e preto. É comum vermos mulheres com mechas, pontas ou até mesmo o cabelo inteiro pintado de rosa, azul, laranja. São infinitas as tonalidades das cores fantasias. Cor fantasia é como chamamos cores como laranja, azul, enfim, fora da paleta de tons que estamos acostumadas. 

Mulher com cabelo trançado colorido.

Qualquer pessoa pode pintar o cabelo de cor fantasia. Independente do sexo, cor da pele, tipo de cabelo e idade. Há diversas cores que combinam com os mais variados tons de pele que harmonizam perfeitamente. Só há o pré requisito de ter o cabelo saudável para que o resultado final fique bonito e não destrua a estrutura do cabelo. Importante buscar um profissional de confiança e que saiba o que está fazendo. 

Pré coloração 

 Antes da coloração do cabelo será feito um teste de mecha. É importante para ver como o cabelo reagirá com o processo de descoloração e como vai reagir com a tinta tonalizante. Também é importante para ver qual será o tom a tinta vai ficar e se essa cor agrada o cliente. 

Além de ter uma prévia do resultado, o teste de mecha servirá para mostrar como está a saúde do cabelo. Se o cabelo estiver quebradiço e ressecado, talvez seja indicado adiar o procedimento até que o cabelo esteja mais forte. O processo para pintar o cabelo é pesado para o cabelo e por um tempo será necessário ter muito cuidado para que ele não quebre e resseque mais ainda.

Antes de descolorir crie uma rotina de cuidados intercalando hidratações e nutrição no cabelo. A nutrição serve para repor a massa no cabelo, proporcionando definição e brilho. 

Pintando o cabelo

Nunca faça o procedimento em casa. Primeiro: você está lidando com produtos químicos e um cuidado especial é necessário para não causar nenhum efeito colateral ou alergia. Segundo: você está lidando com uma química pesada no cabelo, qualquer erro pode resultar em corte químico, queda e ressecamento. 

O procedimento funciona da seguinte forma: com o cabelo sujo, será aplicado a mistura para descolorir. O tempo varia conforme o tom desejado para a base, mas geralmente não passa de uma hora. Em seguida, o cabeleireiro irá lavar o cabelo com um shampoo anti resíduos e aplicará uma máscara hidratante. Por fim, será aplicado o tonalizante da cor desejada. 

Geralmente os tonalizantes de cores fantasias possuem uma fórmula hidratante e não precisam de máscaras após a aplicação. Máscaras hidratantes são usadas para diluir a cor do tonalizantes, principalmente em quem deseja atingir um tom pastel. Porém só o tonalizante não serve para recuperar a estrutura do cabelo logo após a descoloração. 

É preciso estar ciente dos riscos quando se quer ter o cabelo na cor fantasia. O cabelo pode quebrar logo após a descoloração. Isso acontece quando o cabelo atinge um limite de descoloração, ou seja, o produto ficou tempo demais no cabelo ou era mais forte do que os fios e acabou resultando em quebra. A parte onde tem o produto simplesmente cai. 

Importante contar para o seu cabeleireiro se você já fez químicas no cabelo antes, pois pode acontecer um corte químico no cabelo. O corte químico é quando os produtos desestruturam a fibra capilar. O resultado é o cabelo tão fragilizado a ponto de cair. 

Cuidados

É bom preparar o bolso, pois manter um cabelo colorido hidratado e saudável não é barato. Vai ser necessário investir em um pelo menos um kit novo de shampoo, condicionador, finalizador e máscaras hidratantes. 

É indicado um cronograma capilar por pelo menos 3 meses para recuperar o cabelo. Cronograma capilar é uma rotina de cuidados composto por três etapas: nutrição, hidratação e reconstrução. 

Cronograma capilar – como funciona?

O cronograma capilar é uma rotina pensada para restaurar a saúde do cabelo. É necessário seguir todas as etapas rigorosamente para ter efeito. A etapa mais conhecida é a hidratação.

Na hidratação é reposta a água e os nutrientes do cabelo. A composição mais eficiente em máscaras de hidratação é o d-pantenol. A nutrição é a etapa que regenera a massa capilar. Combate o ressecamento e dá peso e brilho para o cabelo. A reconstrução, para quem tem química no cabelo, é a etapa mais indicada.  As reconstruções mais eficazes são composta principalmente por queratina, que age reconstruindo a estrutura do cabelo. Restauração em excesso prejudica o cabelo.

É necessário montar um quadro com as etapas que mais se adequem ao seu caso. Por exemplo: meu cabelo está poroso por causa da química, mas não tem tanto frizz assim. Seu cronograma deve incluir mais etapas de nutrição do que hidratação. Lembrando que reconstrução é indicado fazer 1 vez a cada 14 dias. 

Cronograma capilar para cabelos com química.
Exemplo de cronograma capilar para cabelos coloridos.

Importante lembrar

Quando o cabelo é pintado com tonalizante é normal o cabelo desbotar um pouco a cada lavagem. A quantidade de tinta que sai durante a lavagem varia conforme os produtos usados. É indicado o uso de shampoos perolados, pois eles não desbotam tanto  o cabelo. Use sempre produtos próprios para colorir cabelos. Produtos como anilina e corantes podem danificar a pele e o cabelo.  

Tonalizante rosa diluído em hidratante.

Fontes:

http://siaibib01.univali.br/pdf/coloracao-capilar.pdf

http://submission.quimicanova.sbq.org.br/qn/No%20Prelo/RV/RV13582.pdf

http://www.unoeste.br/site/enepe/2017/suplementos/area/Exactarum/teor-de-chumbo-e-amonia-em-tinturas-capilares.pdf

Cabelos finos e oleosos – como tratar?

Os cabelos finos são muito comuns, basta apenas olhar para a pessoa e você pode reparar que o cabelo dela não tem muito volume. Geralmente cabelos sem volume são mais finos que a média. Isso não é um problema, é um tipo de cabelo determinado pelo fator genético. Nem sempre os cabelos finos são oleosos, mas o cabelo fino tem uma probabilidade maior de serem mais oleosos que a maioria. Isso acontece porque a lubrificação natural do cabelo acaba escorrendo com mais facilidade pelos fios, deixando-o com aspecto seboso e sujo. 

Devido ao multiculturalismo étnico, o Brasil não possui uma espessura de cabelo “padrão”. Mas podemos ter uma base comparando com a média europeia e asiática, que são entre 0,04 a 0,1mm para pessoas de origem europeia e 0,08 e 0,12mm a média asiática. Podemos considerar que no Brasil diferentes espessuras podem ser finas. Nem todo o cabelo fino é liso. 

Mulher cabelo loiros, curto e fino.

Cuidados

Os cuidados que devemos ter com os cabelos finos é para eles não ficarem muito oleosos. Não tem como mudar a espessura do cabelo fino, podemos apenas alterar a aparência dele, usando finalizadores para dar volume e shampoos a seco para controlar a oleosidade. 

Oleosidade em excesso causa problema?

A principio, o cabelo oleoso atrapalha o crescimento natural dos fios. Isso acontece porque o couro cabeludo oleoso obstrui os folículos pilosos e para o cabelo crescer saudável precisa de um couro cabeludo limpo. 

Há algumas causas que pioram ainda o quadro de oleosidade: seja o cabelo mal cuidado ou fatores hormonais. As alterações hormonais fazem com que as glândulas produzam mais sebo, consequentemente o cabelo ficará mais oleoso. Uso exagerado de cosméticos e produtos não apropriados para o tipo de cabelo também pioram o quadro de oleosidade no cabelo. 

Fatores externos, como banho muito quente, prejudica muito a produção de sebo natural do couro cabeludo. Podem causar problemas como seborreia, que é uma doença na pele do couro cabeludo que provoca manchas. 

Como combater a oleosidade?

Muito importante não lavar o cabelo todos os dias. Remover a camada de oleosidade do cabelo estimula a produção de mais sebo. “Ah, mas se eu não lavar o meu cabelo todo os dias ele vai ficar MUITO seboso.” Não se preocupe, há uma solução para esse problema ela se chama: shampoo seco. 

Antes e depois do uso do shampoo a seco.

O shampoo a seco já é uma opção mais barata e viável para substituir a lavagem do cabelo (por um período curto). Para quem não sabe como é o shampoo a seco, ele vem em uma latinha spray e é um pozinho muito fino, quase impossível de ver a não ser que aplique em um cabelo bem escuro. Ele absorve a oleosidade do cabelo e é uma boa opção para evitar a lavagem diária no cabelo. Não deve ser usado frequentemente para não ressecar o cabelo. O shampoo a seco também proporciona o efeito volumoso nos cabelos mais ralos e finos.

Outro cuidado para evitar o cabelo oleoso é enxaguar bem os cabelos após a aplicação de produtos. Principalmente condicionador. O condicionador tem como função devolver a oleosidade que o shampoo tira. Para cabelos naturalmente oleosos, o condicionador pode ser um vilão no tratamento. Não aplique na raiz, aplique aproximadamente 3 dedos da raiz. Use um condicionador apropriado para cabelos oleosos. 

Como manter os cabelos finos saudáveis?

Manter os cabelos finos saudáveis sem aspecto seboso é um desafio diário, já que qualquer coisinha deixa o cabelo com aspecto oleoso e escorrido. Uma dica muito importante é: se você depender de chapinha e secador use-os na temperatura mais baixa possível. Fios muito finos podem ressecar facilmente, principalmente se o uso de chapinha e secador for constante. Use um protetor térmico para manter os fios saudáveis e para dar volume no cabelo.

Use óleos vegetal no cabelo. “Oi, cabelos oleosos com óleo?” Isso mesmo. Fazer umectação (nome do procedimento de colocar óleo no cabelo) é a melhor forma de nutrir e dar volume para os cabelos. Além disso, o corpo entende que no couro cabeludo já tem óleo (que você mesma colocou) e diminui consideravelmente a oleosidade do cabelo. 

Mulher aplicando óleo no cabelo.

Aplique um óleo 100% vegetal no máximo duas vezes por semana. Importante ser um óleo vegetal pois os óleos minerais tem em sua composição petrolatos e parabenos, que podem realmente piorar a oleosidade do cabelo. Aplique na raiz com um algodão molhado, em seguida aplique com as mãos pelo restante do cabelo. Deixe por duas horas. Para retirar você deve lavar bem o cabelo. 

Fontes:

http://www.monografias.ufop.br/bitstream/35400000/1075/1/MONOGRAFIA_DesenvolvimentoFormula%C3%A7%C3%B5esCosm%C3%A9ticas.pdf

http://www.repositorio.bahiana.edu.br/jspui/bitstream/bahiana/tipos-de-cabelo.pdf

http://www.surgicalcosmetic.org.br/exportar-pdf/1/1_n4_40_pt/Tratamentos-esteticos-e-cuidados-dos-cabelos–uma-visao-medica–parte-2-

Tratamentos para cabelo branco feminino

De um tempo para cá, os cabelos brancos se tornaram muito comuns por aí. As mulheres começaram a aceitar os seus grisalhos e a assumirem eles. Se tornou um charme e até mesmo a marca registrada de muitos ícones famosos. As mulheres antigamente tinham muito medo de assumir os brancos, com medo da aparência envelhecida. Hoje, o cabelo branco faz parte de uma imagem madura e elegante, se tornando o desejo das mulheres.

Mulher com cabelo branco e curto.

Para começar essa “transição” é necessário disfarçar a raiz e acabar com a diferença do cabelo natural e do cabelo pintado. É bastante comum mulheres mais velhas pintarem o cabelo frequentemente para esconder o cabelo branco. Quando a decisão de branquear o cabelo é tomada, é necessário tomar providências para diminuir a diferença de cores. Geralmente são indicados sprays que disfarçam a cor do cabelo ou o corte mais rente à raiz do cabelo. Dessa forma fica mais fácil mesclar os novos fios brancos com o cabelo de cor natural. 

Como surgem os fios brancos?

Alguns especialistas acreditam que acontece uma morte celular programada das células que produzem a melanina – pigmento que dá cor ao cabelo. É um fator que vária de pessoa para pessoa, depende do fator genético e da etnia. É comum pessoas brancas começarem a branquear os cabelos entre 35 e 45 anos. Já as pessoas negras essa idade sobe para 55 e 65 anos. A genética é quase que fator decisivo para a idade em que os brancos começarão a aparecer. Se os pais começaram a ter cabelos brancos jovens, quase certeza que os filhos também terão. 

O estresse é outro fator que acelera o processo de surgimento dos cabelos brancos. É recomendando levar uma vida tranquila se não quiser o cabelo branco. Acredita-se que o estresse seja o grande vilão que age contra as mulheres de idade mais avançada, pois além de branquear os fios, provoca a queda. 

Ainda não existe uma solução definitiva para acabar com os fios brancos. Por enquanto a solução mais indicada para quem tem cabelos brancos é pintar com frequência e retocar a raiz periodicamente ou assumir de vez os brancos. 

Como cuidar dos fios brancos?

O cabelo branco é um fio sem pigmentação nenhuma. Portanto, é muito mais propenso à danos externos, como vento, sol e poluição. Também amarela com muito mais facilidade que as outras cores de cabelo. O tratamento mais indicado para o cabelo grisalho é o matizador. É uma máscara ou shampoo de pigmentação roxa. O roxo funciona sobrepondo o amarelo, deixando o cabelo mais branco e até mesmo com um brilho prateado. 

É preciso um cuidado especial com produtos matizadores: eles ressecam o cabelo quando usados em excesso e podem quebrar. O ideal, para todos os tipos de cabelo, mas principalmente para os cabelos grisalhos, é fazer uma hidratação por semana. Há diversas formas de hidratar o cabelo em casa e são receitas práticas. Confira no final do texto algumas receitas para manter o cabelo branco. 

Máscara matizadora.

Proteja os cabelos sempre quando for sair no sol. Os raios solares podem comprometer a saúde das madeixas e também prejudicar o couro cabeludo. O sol também pode intensificar o amarelado no cabelo. Use cremes e finalizadores com a funcionalidade de protetor solar, assim você protegerá as madeixas dos efeitos do sol. 

Preste atenção nos agentes externos que podem prejudicar o seu cabelo. Chapinha, secador e babyliss geram mais calor do que o indicado para os cabelos. Os cabelos brancos são naturalmente mais frágeis que os cabelos pigmentados, se for possível risque estas ferramentas da sua rotina. Se não conseguir, procure por um protetor térmico de qualidade. 

Como o cabelo branco é naturalmente mais seco do que os demais, você vai precisar inserir alguns cuidados na sua rotina, como não usar com frequência o secador de cabelo, babyliss ou a chapinha, por exemplo. Assim, você evita a quebra do fio e os mantêm mais hidratados. Além disso, alisamentos e outros processos químicos também são prejudiciais. Se você não vive sem o secador e a chapinha, proteja seu cabelo com cremes e finalizadores. Os finalizadores criam uma espécie de capa protetora nos fios, evitando que o calor danifique o cabelo. A vantagem do finalizador é que quando o produto entra em contato com o calor ele libera propriedades hidratantes, podendo trazer mais de um benefício. 

O cuidado mais importante é: cuide da sua saúde e principalmente da sua alimentação. Quando a saúde não está bem o cabelo é o que sofre primeiro. Se notar que o seu cabelo ressecou ou começou a cair sem motivo aparente, faça um check up. Invista em uma alimentação saudável, é da alimentação que provém os nutrientes que deixarão o cabelo mais bonito. 

Mulher de idade com cabelo branco.

Fontes: 

http://www.schwarzkopf-professional.com.br/skp/br/pt/home/educacao/ask/competencias-essenciais/0116/basico-como-e-formada-a-cor-natural-do-cabelo.html

https://pt.scribd.com/doc/81979553/A-melanina-e-o-pigmento-responsavel-pela-cor-natural-do-cabelo

http://www1.sp.senac.br/hotsites/blogs/revistainiciacao/wp-content/uploads/2017/04/saude_bemestar.pdf