Botox Capilar tem Formol?

O uso do formol em alisantes é proibido pela ANVISA. O formol só é permitido usar em conservantes de uso industriais. Se existe algum produto alisante a base de formol, fique atento, pois ele não é aprovado pela ANVISA, portanto é proibido e pode causar riscos à sua saúde. O uso de formol pode desenvolver câncer, segundo a própria Organização Mundial de Saúde (OMS). Quando o corpo é exposto ao formol por muito tempo ele apresenta riscos de câncer na boxa, pulmão, cabeça e no sangue.

O formol é proibido em químicas alisantes pois a concentração necessária para realmente alisar é muito elevada, colocando em risco a pessoa que está usando o produto e a pessoa que está aplicando. O formol é um produto altamente cancerígeno e não deve ser usado em produtos para cabelos. Ele é usado somente em baixíssimas em outros produtos cosméticos e geralmente são regulados pela ANVISA. Produtos para botox capilar que possuem formol em sua composição podem ter sido ou adulterados ou são proibidos. Em ambos casos, não se deve permitir a aplicação do produto no cabelo.

Existem outras substâncias que são alisantes e são comprovadamente inofensivas para a saúde do usuário. Algumas delas são o hidróxido de sódio, hidróxido de potássio, ácido tioglicólico e alguns outros tipos de hidroxidos. No caso do botox capilar, o efeito desejado é o de relaxamento (efeito que reduz o volume) e da reposição de nutrientes perdidos. Raramente a composição terá algum destes hidróxidos e não existe um motivo claro para haver formol na composição, a não ser que o formol seja utilizado como conservante. A ANVISA regula o uso de formol como conservantes em produtos para cabelos em uma concentração de somente 0.2%. Neste caso, o formol não é agressivo para o cabelo ou para a pessoa.

Mulher de costas com cabelo liso e castanho

Produtos que contém Formol

Os produtos que contém formol são raros, porém existem. A quantidade de formol permitida é de 0,2% e a função é somente conservante. Porém, quando olhamos o rótulos das embalagens não vemos “formol” escrito, pois o nome se tornou muito polêmico após a proibição e a descoberta dos riscos do formol em produtos para cabelos. O que acontece é que o formol existe em alguns produtos com o nome disfarçado. Confira a lista abaixo de nomes para o formol e semelhantes:

  • Methanal (Metanal);
  •  Ácido glioxílico;
  •  Óxido de Metileno;
  •  Oxymethylene (Oximetileno);
  •  Methylaldehyde (Metil aldeído);
  •  Oxomethane (Oximetano);
  •  Formalina (Formalin);
  •  Aldeído Fórmico;
  • BFV;
  • Fannoform;
  • Formalith;
  • Fyde;
  • Ivalon;
  • Karsan;
  • Lysoform.

Produtos que não contém Formol

Diversos especialistas e cabeleireiros afirmam que botox capilar é uma forma de escova progressiva só que sem formol na sua composição. Isso acontece porque sem o formol na composição o cabelo consegue voltar à sua forma natural, seja cacheado ou crespo. Os produtos usados para botox capilar são a base de ácidos, mas existe um ácido na composição destes produtos chamado ácido glioxílico que quando entra em contato com o calor libera formol. Então, muita atenção na hora de escolher o produto para o tratamento: alguns deles liberam formol e se o formol não é liberado estes produtos não devem fazer bem, certo? Esse ácido altera a estrutura dos fios, abrindo as cutículas e rompa as pontes de enxofre. Isso causa um efeito liso no cabelo.

Quais produtos não contém formol?

Pote de creme alisante Lola Vintage Girls

Lola Vintage Girls

O produto funciona à base de Cisteamina HCL, que é um agente alcalino, não possui formol na sua fórmula. No site da marca, o produto promete nutrir o cabelo, recuperar o brilho e alisar. Para não ter o efeito alisante é só lavar 24 horas após a aplicação, porém na aplicação do produto é necessário escovar e pranchar o cabelo. O creme é composto por:

Aqua (Water) | Cetearyl Alcohol | Behentrimonium Methosulfate | C10-40 Isoalkylamidopropylethyldimonium Ethosulfate | Cetyl Alcohol  | Behentrimonium Chloride | Cocos Nucifera Fruit Extract | Tocopheryl Acetate | Cysteamine HCL | Aspartic Acid | Ascorbic Acid | Parfum (Fragrance) | PPG 3 Benzyl Ether Myristate | Argania Spinosa Kernel Oil | Cocos Nucifera Oil | Cystine Bis – PG – Propyl Silanetriol | Euterpe Oleracea Fruit Extract | Cocodimonium Hydroxypropyl Hydrolyzed Keratin | Hydrolyzed  Collagen | Hydrolyzed Keratin | Polyquaternium-11 | Hydrolyzed Elastin | Panthenol  | Sodium Hyaluronate  |  Glyoxylic Acid | BHT | Phenoxyethanol | D-Limonene | Linalool.

Mliss Llum Cosméticos

O produto é 100% orgânico e pode ser aplicado em casa. No site da empresa é descrito que o produto não contém formol. O produto é de passo único. Mliss é composto por:

Álcool cetoestearílico | Álcool cetoestearílico Etoxilado | Cloreto de Cetiltrimetil | Butil Hidroxi tolueno | Óleo de coco | Manteiga de Tucumã | Manteiga de Cupuaçu | Água Deionizada | Extrato de Tamarindo | Extrato de Arnica | Extrato de Castanha da Índia | Extrato de angico Branco | Extrato de Salparrilha | extrato de Aloe Vera | Extrato de Jaborandi | Extrato de Ginkgo Biloba | Edetato Sódio | Ácido Fumarico | Ácido acético Glacial | ácido Cítrico | Fortliss | Essência maçã/pêra | Creatina Monohidratada | Taurina | L-Carnitina | L-Glutamina|

Como descobrir se tem Formol?

Cheire o produto: se o nariz começar a arder, os olhos lacrimejarem e ficar com um gosto defumado na boca, pode ter certeza que o produto contém formol. Se você estiver fazendo o procedimento e começar a soltar fumaça na hora de secar, pode ter certeza, o produto contém formol. Se o cabelo não arde durante o procedimento, não solta fumaça com cheiro forte, pode ficar tranquila, o produto é liberado.

 

Fontes:

http://portal.anvisa.gov.br/alisantes

https://tcconline.utp.br/media/tcc/2017/05/ALISANTES-DE-CABELO-E-O-PERIGO-DO-FORMOL.pdf

http://www.annq.org/congresso2008/resumos/Resumos/T70.pdf

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *