Meu Botox Capilar – Antes e Depois

Olá, meu nome é Natália, tenho 23 anos e recentemente fiz um botox capilar em casa. Vou contar a minha experiência e o resultado, mas antes vou explicar como estava a situação do meu cabelo. Eu alisei ele durante uns 4/5 anos. Fazia progressiva nele porque não sabia cuidar dos meus cachos. Passei esse tempo alisando e comecei a ficar meio incomodada de ter que escovar e passar prancha nele sempre que lavava.

Foto no espelho mostrando o cabelo ondulado. Começo da transição

Foto de quando eu comecei a transição

Alguns anos atrás decidi passar pela transição. Foi bem complicado, pois tive que aprender a cuidar de cabelo cacheado. Eu pesquisei muito mesmo para saber o que eu podia e o que eu não podia fazer. O meu cabelo tinha aspecto ressecado da metade para baixo (ele ia até a cintura), além disso, ele não cacheava. Consegui passar pela transição improvisando sempre, com alguns cremes, fazendo fitagem, modelando cacho por cacho, mesmo que não segurasse por muito tempo, até que consegui me livrar de toda a química. Foram 2 anos nesse processo.

Depois de muito trabalho com o meu cabelo, aprendi o que era bom e o que era ruim para ele. Foram quase 3 anos nesse processo de aprender a lidar com o meu próprio cabelo. Resolvi ir num salão de um conhecido fazer uma hidratação, ele tava bem ressecado na época e achei que um procedimento mais profissional poderia me ajudar. Na hora nem estranhei, mas depois de um tempo meus olhos começaram a arder. O cabeleireiro disse que era normal e que era do produto. Ele retirou o produto do meu cabelo, escovou e pranchou. Achei estranho, pois nunca tinha visto uma hidratação que precisasse de prancha no final, mas ok.

Meu cabelo ficou lindo no dia do procedimento e no dia seguinte. No terceiro dia fui lavar (costumo lavar com um bom intervalo de tempo para o meu cabelo não ressecar) e reparei que ele não cacheava mais. Entrei em desespero. Minha irmã me chamou para perguntar se eu tinha feito uma progressiva e eu achei muito estranho, porque meu cabelo tava liso e eu tinha ido ao salão apenas para fazer uma hidratação. Então ela me mostrou em seguida que o cabeleireiro em questão havia postado foto em uma rede social do meu cabelo fazendo propaganda de X escova progressiva. Eu chorei, eu chorei muito naquele dia e nos dias seguintes.

Meu cabelo após dois meses da progressiva não autorizada. Cachos não muito bem formados e secos.

Meu cabelo após dois meses da progressiva não autorizada.

Isso aconteceu em outubro. Em dezembro quando passei no vestibular, fui conhecer a minha nova universidade. Eu e uma amiga fomos juntas conhecer o campus. Eu pedi para ela tirar fotos minhas, pois eu estava realmente feliz. Eu vi o jeito que o meu cabelo ficou nas fotos e me senti tão mal. Meu cabelo, desde a progressiva que eu não tinha autorizado, não cacheava mais. Ele ficava levemente ondulado, mas não cacheava. O aspecto era de meio liso, volumoso e bem ressecado. Eu comecei a usar ele preso e naquele dia não foi diferente. Eu vi uma foto minha na entrada do campus e chorei. Eu estava me sentindo feia e horrível.

Quando cheguei em casa tomei uma decisão e fui diretamente no salão de beleza da minha rua. Cortei tudo sem arrependimentos e nunca me senti tão leve. Eu cortei aproximadamente 14 centímetros de cabelo com química. Infelizmente pelo aspecto e pela química eu não tive coragem de doar, eu simplesmente joguei fora. Eu não queria ter que lidar com esse tipo de química nunca mais.

Com o tempo fui me acostumando com os cachos, com o formato do corte e no caimento dele no meu rosto. Eu fiquei com a cabeça parecendo um abajur, cabelos cacheados e curtos costumam ficar muito bonitos quando são cortados de forma harmoniosa e não foi exatamente isso que aconteceu da primeira vez. Decidi esperar ele crescer um pouco mais para poder cortar de uma forma que se encaixasse perfeitamente no meu rosto. Nesse meio tempo eu não sabia como lidar com o volume, pois era justamente isso que fazia minha cabeça parecer um abajur. Decidi buscar formas de como tirar o volume do meu cabelo sem envolver química como a progressiva.

Desde sempre pesquiso como cuidar do meu cabelo na internet, raramente converso com profissionais ou vou à salões de beleza. Encontrei um site que falava de “botox capilar”, que inclusive a minha irmã tinha feito antes, mas eu achava que era só mais um alisamento. Pesquisei mais a fundo e descobri que era uma forma de diminuir o volume e de alinhar o meu cabelo. Cabelo cacheado é muito difícil de manter hidratado e encorpado, concluí que o botox capilar era uma boa opção.

Como eu já tenho um certo trauma de salões de beleza, resolvi fazer por conta. Encontrei uma marca que segue alguns princípios básicos para mim: é orgânico, não testa em animais e principalmente: não contém formol. Procurei várias referências sobre o produto e decidi que usaria aquele. Ele foi um pouco caro, mas parecia um bom investimento. Comprei material para poder fazer tudo corretamente em casa: pote, pincel, espátula de plástico, luvas, presilhas e um pente só para isso.

Lavei meu cabelo com um shampoo transparente e fiz o teste de mecha. A mecha reagiu muito bem, eu teria que deixar o produto uns 40 minutos para fazer efeito. Uma semana depois decidi fazer no cabelo inteiro. De novo, com o cabelo limpo, dividi ele em várias mechas e comecei a aplicar. Sempre com medo de aplicar na raiz, pois na descrição diz que tem que manter uma distância de 1 cm. Quando se faz em casa fica um pouco mais complicado de seguir tudo direitinho.

Depois do tempo de espera, escovei o cabelo (eu sei escovar pois durante a progressiva em todas as lavagens eu escovava o cabelo para manter ele liso) e pranchei diversas vezes as mechas que passei o produto. O efeito foi incrível. Meu cabelo ficou tão alinhadinho e perfeito que eu não parava de tirar fotos dele aquele dia. Eu sempre gostei de alisar o meu cabelo as vezes, mas nunca em definitivo. O botox me proporcionou isso, pois nos três dias seguintes à aplicação eu fiquei com ele perfeito. Quando eu lavei o efeito liso saiu, mas os cachos ficaram ainda mais definidos. Dava para ver direitinho o formato de “mola” e que quase nenhum fio estava fora do lugar. Além disso, o meu cabelo não ficou mais tão volumoso quanto estava antes do botox. Eu simplesmente amei e eu não consigo mais viver sem. Faço uma vez a cada 3 meses para manter os cachos hidratados e o cabelo bem alinhado.

Foram anos para aprender a fazer o que é melhor para o meu cabelo e mesmo hoje, eu não vou em salões de beleza. Quando eu vou, é para cortar e eu já vou com o cabelo lavado. A minha principal dica para quem vai fazer QUALQUER procedimento químico no cabelo, mesmo que seja um tratamento simples como o botox é: procure saber se o profissional que você escolheu tem alguma profissionalização para trabalhar com cabelos. Procure saber qual produto ele irá usar no seu cabelo, peça para ver o rótulo, pesquise na internet a composição, veja se ele irá danificar o seu cabelo. Pergunte para ele e pesquise mais um pouco. O cabelo é a sua coroa e você não deve deixar qualquer um tocar nela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *